2017 foi uma verdadeira “montanha de sensações”, com altos e baixos que definiram toda a altimetria de um ano espetacular, marcado pelo objectivo cumprido. Entre as desistências em várias provas, por causa de indisposições, e a “vitória” gloriosa que foi acabar uma Ultra, este ano traçou novos desejos e objectivos para os próximos tempos.

2018, como será?

Este será um ano de uma nova afirmação e novos objectivos. Quero continuar a desfrutar os bons momentos na montanha, seja nos treinos ou em provas. O início do ano começa logo com duas provas: a minha estreia no Trail da Boaventura e a repetição da Meia Maratona do Funchal.

Fevereiro ficará marcado pelo Trail do Porto Moniz, onde vou tentar contrariar o infortúnio do ano passado e conseguir ser finisher de uma das melhores provas do campeonato regional. No mês seguinte, continuo a preparação para o MIUT com a participação no Porto Santo Nature Trail.

Abril é o mês do maior desafio de sempre: os épicos 115km do MIUT. Toda a preparação está virada para este objectivo. Depois da ULTRA só tinha olhos para esta prova. A experiência e a vivência foram únicas!, Não queria falhar esta, a minha primeira prova do Circuito Mundial.

Depois de Abril ainda não sei que provas vou fazer. É claro que vou tentar fazer alguns trails do regional e, quem sabe, me aventuro na prova principal do USM. Para além disto, existe uma vontade de fazer uma prova fora de portas, mas ainda não tenho nada em vista.

Espero que este ano traga muita diversão, companheirismo, novos projectos e muitas metas cruzadas!

 



Autor

O Runner Anónimo é um blog sobre corridas e histórias pessoais de um desportista amador que vive na ilha da Madeira.

O vício das corridas
na tua caixa de e-mail

Subscreve e recebe todas as novidades do blogue.

Obrigado!

Algo está mal...