No outro dia, durante o reconhecimento de uma prova, estava a falar com alguns companheiros sobre o meu percurso nas corridas, e em especial na modalidade de Trail. Comecei a fazer contas e lembrei-me que a primeira vez que fiz uma prova de Trail foi em 2015, no percurso mais pequeno da primeira edição do Ecotrail Funchal.

Desde então, dediquei-me à modalidade e fiquei com o vício de sentir o contacto constante com a mãe natureza. São ‘mil e uma’ as razões, mas para mim estas oito deixam-me sempre com vontade de enfrentar as subidas e descidas nas montanhas:

Ar puro e saudável

O fumo dos carros não ajuda na hora dos treinos! Para quem está habituado a correr e treinar na estrada sabe muito do que estou a falar. A corrida nos trilhos ajuda a fazer um ‘detox’ aos nossos pulmões, carregando as nossas alvéolas com oxigénio mais limpo e com menos Co2.

Photo by James Chou on Unsplash

Ligação com a Mãe Natureza 

Correr em plena natureza dá uma sensação de liberdade. Durante a corrida nos trilhos, desligamos dos problemas e das rotinas diárias! É uma experiência única, que nos enche a alma! Sentir as boas vibrações e todo esplendor natural, faz com que a nossa ligação à Natureza seja ainda maior. 

Terreno irregular 

Enfrentar vários tipos de terreno aumenta o nível dos desafios! Desde terrenos duros, lamacentos, com raízes ou cheios de pedra, existe uma variedade tão grande que exigem treinos constantes e preparação para os mesmos. Essa mesma preparação é benéfica para obter uma boa forma física.  

Desafio Constante

Nas provas de trail os desafios estão sempre “ao virar da esquina”. Os grandes desníveis, a alimentação, os diferentes tipos de terreno e de floresta são os ingredientes perfeitos para que os desafios sejam sempre diferentes. Para além destes factores a distâncias das provas elevam ainda mais a dificuldade dos desafios.

Photo by Brian Erickson on Unsplash

Paisagens Espetaculares

Seja onde for, o Trail oferece as melhores paisagens! A grandiosidade das montanhas rochosas e imponentes, aos diversos tons de verdes em combinação com toda a diversidade da flora e animais, criam os cenários perfeitos para alimentar a alma e guardar nas memórias de uma vida!  

Companheirismo

Correr nos trilhos é muito mais do que fazer tempos rápidos ou ultrapassar o maior número de pessoas. As provas de Trail são um bom exemplo de entreajuda, amizade e respeito. Como a maior parte das provas têm um grau de exigência considerável, muitos corredores já passaram por situações de indisposição ou mal-estar, e por essa mesma razão estão todos atentos e disponíveis para ajudar os companheiros durante as provas. Esta modalidade é um grande exemplo para outros desportos!

Diversidade nos Percursos 

Ao contrário dos circuitos de estrada, a diversidade nos percursos de trail é bem maior. Existem percursos para todos os gostos. Para quem vive na cidade, a maior parte dos treinos são feitos em circuitos predefinidos ou em zonas que conhecemos. No trail, partimos sempre à descoberta de novos locais e percursos. Mesmo que se escolha um trilho feito anteriormente, encontramos sempre diferenças e alterações feitas pelo poder da diversidade e regeneração da natureza.

Lama, terra e sapatilhas sujas

Depois de um treino ou prova de Trail o nosso corpo, para além de transpirado, fica com uma cor extra do pó e da terra, ou mesmo lama. As sapatilhas ficam com um tom de castanho, único e exclusivo. Essas marcas são uma espécie de ‘tatuagem temporária’ que mostram a dureza e o espírito aventureiro de todos os que correm pelas serras à procura de novos desafios.

 



Autor

O Runner Anónimo é um blog sobre corridas e histórias pessoais de um desportista amador que vive na ilha da Madeira.

O vício das corridas
na tua caixa de e-mail

Subscreve e recebe todas as novidades do blogue.

Obrigado!

Algo está mal...