Ainda custa acreditar que estamos no século XXI.

Este texto é um enorme puxão de orelhas a todos aqueles que continuam e insistem em utilizar produtos perigosos e prejudiciais à nossa saúde em locais públicos, em zonas rurais, perto de casas, estradas e trilhos.

Nem sempre é possível escrever de uma forma positiva, por isso desculpem-me pelo desabafo, mas hoje vou sair do meu formato normal.

Acabem com isto!

A imagem de destaque deste texto é um triste exemplo de que nós, ditos seres inteligentes, não evoluímos o suficiente para perceber o que nos faz mal. Ao longo dos tempos, fomos habituados a aceitar e compactuar com este tipo de atitudes, que prejudicam toda uma sociedade, às custas de gente que não pensa com “dois dedos de testa”, nem nos seus filhos ou no futuro de uma terra, de um povo e de toda a humanidade.

Somos pequeninos. Somos ingénuos e irresponsáveis.

Numa era onde o Homem evolui “em velocidade cruzeiro”, continuamos a regredir nas atitudes, na forma como tratamos da natureza e de tudo o que nos rodeia. Nada interessa. Só se pensa nos lucros, no facilitismo e na “lei do menor esforço”. Depois de inúmeras notícias e informação amplamente difundida que demonstram que a utilização do chamado “veneno” é prejudicial à saúde, e que pode potenciar o aparecimento de cancros entre outro problemas graves, as pessoas continuam a ser irresponsáveis!

Param de brincar com a saúde e a vida das pessoas!

Apanhei este “aviso” perto da saída de um trilho, num treino efectuado na bonita freguesia do Porto da Cruz, na ilha da Madeira. Não sei de quem é a culpa, mas desde 2017 que é proibido a utilização de insecticidas em espaços público.

Esperemos que as entidades responsáveis entrem em acção e resolvam este grave problema!

Autor

O Runner Anónimo é um blog sobre corridas e histórias pessoais de um desportista amador que vive na ilha da Madeira.

O vício das corridas
na tua caixa de e-mail

Subscreve e recebe todas as novidades do blogue.

Obrigado!

Algo está mal...