Nas leituras que faço em diversos blogues e sítios da internet sobre corridas, poucos falam sobre a influência que os treinos de preparação e as corridas têm no dia-a-dia das famílias daqueles que correm…

As rotinas diárias, do trabalho até as responsabilidades normais de um “comum mortal”, têm um peso na agenda diária.! No meio disto, outro tipo de compromissos profissionais ocupam espaço, tornando o resto da agenda mais curta na hora de planear treinos, publicações no blog e, infelizmente, o tempo de qualidade com a família.

Como todos nós sabemos, e dependendo dos objectivos pessoais, os treinos tiram uma boa fatia de tempo livre, ainda mais quando os mesmos precisam de ser longos ou intensos para uma boa preparação de uma prova.

No passado mês de Outubro, os meus treinos tinham uma duração de 1h00/1h30 no máximo. Nesta altura estava a preparar a minha participação no Ecotrail do Funchal, algo que exigia mais empenho e dedicação. Nessa altura a agenda estava cheia (e ainda continua), e ainda por cima os treinos matinais não eram possíveis o que me deixava uma única hipótese: correr depois do horário de trabalho! Na maior parte das vezes treinava depois da 20h00, jantava por volta da 22h e deitava-me às 00h00/00h30.

Já conseguem ter ideia da minha gestão de tempo para a família… era pouco, muito pouco!

Na verdade não tenho uma família grande, vivo com a minha mais que tudo e o nosso amigo de quatro patas, o Nico. Nós os dois temos os nossos trabalhos com horários muito parecidos, embora que do meu lado existe uma maior flexibilidade, o que facilita em muitas coisas. Vendo isto, o nosso Nico tem de ser levado para um passeio, coisa que não acontece com muita regularidade.

E o tempo para os amigos e restante família? Pois, haja tempo… 😛

Para tal, tenho andado à procura de várias maneiras de criar uma estabilidade entre os treinos e tempo útil com as pessoas que mais gosto. Já cheguei a algumas conclusões! 🙂

Para aqueles que sofrem do mesmo “problema” deixo aqui algumas sugestões para melhorar a conciliar os treinos e a família:

Tente criar um plano de treino semanal e quinzenal.
Faça este plano juntamente com a sua família e tente conciliar horários. Isto ajuda imenso, pois podem encontrar espaços de tempos que vão ao encontro de todas as partes.

Leve os seus familiares para os treinos.
Isto depende muito das vontades, ritmos e necessidade de cada indivíduo. Convide os seus familiares para treinar consigo nos dias de treino mais ligeiros. Se vê que os seus familiares não gostam, façam com que eles participem na preparação ou em outros assuntos relacionados com o treino. Assim aproveita para estar mais tempo com eles.

IMG_20150329_173024

Descanse!
Os dias sem treinos são tão importantes como os dias de grande actividade. Aproveite o tempo livre para pequenas actividades com a sua família, amigos e animais de estimação.

E vocês? O que fazem para conciliar os treinos e a família?

 

Photo 1 – credit: Visualhunt
Autor

O Runner Anónimo é um blog sobre corridas e histórias pessoais de um desportista amador que vive na ilha da Madeira.

O vício das corridas
na tua caixa de e-mail

Subscreve e recebe todas as novidades do blogue.

Obrigado!

Algo está mal...