Categoria

Dicas

Categoria

O MIUT está à porta!

A ilha da Madeira prepara-se para receber centenas de aventureiros que partem para conquistar os 115km de trilhos espetaculares que atravessam a ilha, num desafio duro que figura na lista das melhores do Mundo!

Uma prova deste calibre, com um percurso exigente, precisa de uma preparação física e psicológica exigente para que seja possível ultrapassar todos os desafios que podem surgir.

Em 2017 fiz a a ULTRA, foi a minha primeira (podes ler aqui e aqui) e no ano passado fiz a minha estreia em provas de três dígitos, num ano atípico, onde o frio e a chuva fizeram das suas. (podes ler os meus relatos sobre esta aventura aqui e aqui)

Numa prova como esta existem um conjunto de recomendações que são úteis para que tudo corra com tranquilidade e sem stress de última hora!

Vamos começar!

Algum do meu tempo livre é investido nos treinos e pesquisa sobre como melhorar o desempenho na corrida, mas principalmente nos cuidados alimentares.

A alimentação e principalmente a confecção é algo que me estimula e que me deixa com vontade de fazer o melhor para mim e para os meus, de uma forma saudável e sempre com sabores deliciosos. Nos últimos tempos tenho pesquisado, testado, recriado e inventado receitas de refeições e snacks para pré e pós treinos. Após ter pesquisado várias receitas de snacks energéticos, saiu esta adaptação com toque “made in Madeira”. 

Imaginem que o vosso corpo é uma bateria de um telemóvel! Como todos os telemóveis, ele precisa de ser carregado com frequência, dependo do uso que vamos dar. Se passam o dia todo na internet, é claro que a bateria vai durar pouco e será necessário um ou vários carregamentos para conseguir utilizar durante um dia. Se a utilização for moderada e a bateria for de qualidade, vai durar um dia inteiro sem nenhum problema. 

Tal como a bateria do telemóvel, podia estar a falar das baterias dos carros ou de outros dispositivos que precisam de energia para fazerem o seu “trabalho” nas melhores condições. Todas estas comparações são perfeitas para fazer um paralelo com o funcionamento do nosso corpo. Como ainda não vivemos de carregamentos com cabos usb, existem formas naturais e orgânicas de fazer estes “carregamentos” para termos a energia necessária para todo o tipo de actividades. Entre estas fontes de energias armazenadas, a mais conhecida pelos atletas, é o glicogénio muscular.

Correr nos trilhos não é fácil. Nunca pensei, nem nunca me venderam como se fosse, mas também nunca imaginei toda a sua complexidade, dificuldades e todas as coisas imprevisíveis que podem acontecer quando menos se espera! 

Nos últimos tempos tenho aprendido bastante, por vezes de maneira mais ‘ortodoxa’, como muitos de vocês sabem. Nesta aprendizagem, as dificuldades foram sempre as mesmas, encontrar um equilíbrio entre o esforço e a alimentação durante as provas.

A preparação de cada prova ou treino, seja de corrida de estrada ou trail, é importante para potenciar o desempenho durante a mesma. Esta preparação deve ser feita em vários níveis e em várias fases, mas tendo como foco principal a alimentação pré-prova.

Nesta parte da alimentação e preparação, muitos se esquecem da importância dos líquidos e da qualidade dos mesmos, já que nem tudo que mata a sede é saudável e recomendado.

O vício das corridas
na tua caixa de e-mail

Subscreve e recebe todas as novidades do blogue.

Obrigado!

Algo está mal...