Tag

2018

Browsing

Correr longas distâncias custam os ‘olhos da cara’, as unhas do pé, todas as gotas de suor; cada milímetro, centímetro, metro e quilómetro. Cada passo tem um valor, cada vez que inspiras numa subida sai algo de ti, em cada gole que dás no flask ou em cada barra que comes estás sempre a gastar algo.

Tudo tem um custo, mas vale todas as moedas e todo o esforço e dedicação que aplicaste!

“Depois da tempestade vem a bonança”.

Doze anos depois regressei ao Porto Santo. Este regresso parecia estar agoirado pelo tempo tenebroso que era tão apregoado por ‘marujos de de água doce’, que temiam de uma espécie de ‘Adamastor’, que estaria à espreita entre a Ponta de São Lourenço e a tão conhecida e temida ‘Travessa’. A verdade é que o tempo era incerto. A chuva e o vento não davam tréguas, mas havia uma legião de destemidos aventureiros que acreditavam poder pisar uma ilha conhecida por “Dourada”, mas que estava pintada de verde esperança.

2017 foi uma verdadeira “montanha de sensações”, com altos e baixos que definiram toda a altimetria de um ano espetacular, marcado pelo objectivo cumprido. Entre as desistências em várias provas, por causa de indisposições, e a “vitória” gloriosa que foi acabar uma Ultra, este ano traçou novos desejos e objectivos para os próximos tempos.

Há tanta prova boa por aí, o que torna muito difícil escolher uma. 

No próximo ano tenho o objectivo de fazer uma ou mais provas fora de portas. Na agenda já tenho o MIUT, mas tinha vontade de fazer uma prova num local desconhecido, aproveitando “juntar o útil ao agradável” e fazer umas férias no local da prova. 

O “cardápio” é grande, por isso é complicado escolher uma ou outra para a “lista dos desejos”.

Tendo em conta esta dificuldade, decidi lançar um desafio ao ultramaratonista e camarada dos trilhos, Luís Fernandes. Sendo um dos atletas que mais admiro na modalidade, pedi-lhe para escolher as suas 5 provas favoritas e a razão da sua escolha. 

O vício das corridas
na tua caixa de e-mail

Subscreve e recebe todas as novidades do blogue.

Obrigado!

Algo está mal...